terça-feira, 20 de março de 2012

O esquecimento, esse inimigo

Esquecer, que é peculiar ao homem, torna-se dramático quando é posto em confronto com a fé. Já o antigo israelita era posto de sobreaviso para não se esquecer das obras do Senhor, sob pena de se desagregar da sua própria vida.


Rino Fisichella, "A Fé como resposta de sentido" (Paulinas), pág. 120.

Sem comentários:

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...