domingo, 25 de março de 2012

Bento Domingues: O grande sermão desta Quaresma

Texto de Bento Domingues no "Público" de hoje. Sobre as propostas de Serge Latouche, ler aqui.

2 comentários:

HD disse...

Depois de ver este texto de Frei Bento...recordo-me do Cardeal Patriarca….
pediu “coragem ,para mudar a sociedade ” na ultima catequese a políticos, gestores e empresários…

Fica a questão:

Não deveríamos nós Cristãos ser protagonistas, na promoção de uma sociedade mais frugal( como refere Frei Bento), mais respeitadora da Dignidade Humana, mais apostada no SER e SABER, mais “Eco – friendly” em harmonia com a Natureza?

Será que nós, estamos dispostos a criar modelos económicos viáveis inclusivos,onde os nossos filhos têm futuro ?

Será que ainda vamos a tempo, de interromper com “coragem” a promoção nas Universidades católicas de modelos económicos neo-liberais, que iludindo tudo com enriquecimento, privilegiando castas , onde o objectivo final é pugnar por AMBICIONAR TER desmedidamente mais, num puro exercício materialista?

Doutrina Social da Igreja, figura de retórica?
O
Evangelho poderá ser alavanca inspiradora, de uma “justa economia”?....

São respostas que urgem….e Deus aguarda.

HDias

Anjo Caído disse...

Já há algum tempo Frei Bento apontou que neste país que por tudo e por nada dizem de maioria católica, a maioria dos que enriquecem injustamente, dos que pagam salários de miséria e defendem leis do trabalho que estilhaçam as famílias são também católicos. A sua pergunta sobre as escolas católicas é fundamental. Mas todos sabemos para quem se destinam essas escolas, colégios e universidades. Fundadas e pagas com as dádivas do "povo de Deus" são frequentadas quase apenas pelos filhos do dinheiro. É duma injustiça atroz ver nos "rankings" das escolas os colégios católicos ufanos dos seus resultados, com meninos e meninas bem a quem não faltam meios de estudo e ver o serviço social de formação dos jovens sem meios a ser feito nas escolas laicas. Mas que cristãos somos nós? Revolução mental e cultural? Peço mil desculpas a Frei Bento, mas isto já só muda à pancada e com muita dor, quando nos fartarmos de levar às costas esta gente.
Já Tolstoi disse há muitos anos:
"Os ricos são capazes de tudo pelos pobres, menos descer das suas costas"

Lucas 15, a esquerda e a direita

Tem piada o artigo de Inês Teotónio Pereira, "A esquerda que queremos ser", no DN de ontem. "Somos [os da direita] aquele i...