sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Conhecer o judaísmo é conhecer quem é o Cristo


Da entrevista de António Marujo a Jean-Marie Lustigier (1926-2007), que foi arcebispo de Paris até 2005.

(…) Há muitos cristãos que não conhecem as suas origens?
Não conhecem o Antigo Testamento nem conhecem, tão-pouco, o Novo Testamento, Porque se conhecessem o Novo testamento, o Evangelho, teriam necessidade de procurar conhecer a Bíblia, que é a Palavra de Deus.
Do ponto de vista cristão, o problema da relação com o povo judeu é o teste da verdade do amor a Cristo e da fé. Não é um problema de relação com alguém estrangeiro. Não dira a mesa coisa do budismo ou do xintoísmo, ou desta ou daquela religião pagã. Conhecer o judaísmo, para os cristãos, é conhecer quem é o Cristo.

António Marujo, “Deus Vem a Público. Entrevistas sobre a transcendência. I volume” (ed. Pedra Angular), pág. 52.

Sem comentários:

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...