quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Intercâmbio de generalidades?

Um diálogo inter-religioso, no qual se tenha de pôr no congelador as mais profundas convicções para assegurar um fácil intercâmbio de generalidades espirituais, seria uma perda de tempo.


Timothy Radcliffe na pág. 237 de "Ser cristão para quê?" (ed. Paulinas)

1 comentário:

maria disse...

Claro que sim! O que se pretende é um diálogo profundo. Diálogo, não monólogo.
Já tenho ouvido esta frase (ou parecida) para justificar a ausência do tal diálogo.

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...