sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

"Mas eu sou um exegeta!", uma história de Timothy Radcliffe


História contada por Timothy Radcliffe no seu "Ir à Igreja porquê? (pág. 79)"
Um dos meus confrades franceses, exegeta, viajava sempre de comboio com pastas de livros para não perder um único momento de estudo. Um dia, um revisor protestou porque as suas malas estavam a obstruir o corredor; ele deveria pô-las na prateleira das bagagens. O meu confrade resistiu:
- Mas eu sou um exegeta!
Replicou-lhe o revisor:
- Isso não me interessa. Os estrangeiros têm de obedecer às regras.

Sem comentários:

Bento XVI e os abusos sexuais

Programa para a breve folga da Páscoa, um destes dias: ler o que escreveu o bispo emérito de Roma, Bento XVI, sobre os abusos sexuais. As ...