segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Inevitável começar-se a falar dos sucessores de Bento XVI

O "Público" diz que o ganês Peter Turkson é o preferido. Não me parece. Vai ser um europeu. Italiano. Do norte. Da eScola de Ratzinger. Ou então um do sul. Mas de outro hemisfério e a falar latino.

10 comentários:

Anónimo disse...

Lembram-se que, quando Bento XVI deu a licença ao anterior Geral dos jesuítas a licença de resignar (o que João Paulo II recusou ao antepenúltimo Geral de tal Ordem, Pedro Arrupe) e quando perguntaram a Tolentino Mendonça se isso era um apontar para o que Bento XVI poderia vir a fazer, tal padre madeirense disse que "isso era impossível"? Pois é. Pois é. Se calhar vai escrever um novo poema sobre isso: "Como quando eu odiava a Opus Dei e achava certas coisas inapropriadas e me tornei fã da Obra e crente que tais coisas são apropriadas".

Euro2cent disse...

Aposto cinco euros (a pagar na caixa de esmolas da igreja mais próxima) em como é o africano.

Esse pode pegar numa caçadeira e dar chumbo com os dois canos numa carrada de jacobinos "politicamente correctos" que estão a pedi-las há muito.

Maria de Fátima disse...

Eu não aposto mas acho que vai ser aquele a quem o Papa fez Cardeal há dias. Sabem o dos olhos azuis ... que andava sempre com ele.Não sei me lembro do nome dele.

Maria de Fátima disse...

Já sei. Georg Ganswein.

Anónimo disse...

Seria bom e “saudável” para o ritmo e a vida da Igreja que todos aqueles que ocupam cargos e detêm o poder de decisões no Vaticano e também por essas dioceses no mundo, se retirassem também para dar lugar ao renovo, talvez assim soprassem novos ares primaveris do ES na Igreja…! Mas pelos sinais que chegam, e constatando que muitos dos que agora vão eleger o novo Papa foram escolhidos por ele, a maior parte deles são da linha dura e ortodoxa, e não podemos esquecer que Ratzinguer (que continua vivo…)… terá sempre uma palavra e influencia na votação mesmo que seja discreta… por isso, vejo pouca luz a surgir pela túnel… a não ser que o ES resolva pregar uma partida a toda aquela gente… por isso, nada de novo no horizonte… vamos ter continuidade apenas…! A verdade é que ainda não entendi porque é que apenas um punhado de cristãos pode escolher o seu líder, enquanto a maioria dos seus irmãos são ignorados na questão… bom, mas isso é outra terra ainda por lavrar na Igreja que todos fazemos… chegará o dia em que todos teremos que entender totalmente os significados do Salmo 127… espero que não seja pelos mesmos caminhos e rios da “Babilónia” dos nossos dias que acolheram o choro dos nossos irmãos no passado recordando essa Jerusalém que todos ansiamos…!

Peter

Jorge Pires Ferreira disse...

Maria de Fátima,

Georg Ganswein foi ordenado bispo com o título de arcebispo.... Ainda não é cardeal. Não entra no conclave. Teoricamente pode ser eleito, mas julgo que não há tradição de eleger quem não está presente no conclave.

Anónimo disse...

Há pessoas que pensam que o ES só age, e é deixado agir, se soprar para onde essas pessoas querem que a Igreja se conduza. Devem-se achar unidas hipostaticamente a esse mesmo ES. Deus no Céu e malucos na Terra.

Maria de Fátima disse...

Bem me parecia que me tinha escapado qualquer coisa ...
E não há tradição ...? Ora aí está ...! Eu, enfim, lembrei-me a propósito de umas "tradições" que Jesus Cristo encontrou ... Mas, enfim, eu vi logo que não percebia nada disto ... (Não sou contra as tradições, mas ...)

Anónimo disse...

..anónimo das (1:34PM)


Deus no céu e as sombras dos tridentinos, opus e comunhão e libertação na conclave a esfregarem as mãos de contentes... não era isso que lhe ia no coração não era ó amigo anónimo das (1:34PM)… Para quando também a renúncia de certos espíritos que pairam e rondam a Igreja que ainda não descobriram que vivemos já no séc. XXI…!

Peter

Anónimo disse...

Deixem os mortos enterrar os seus mortos.

Semana dos Seminários

Parece que se dizem agnósticos (ou o mais conhecido deles). Mas a simbologia católica (sim, mais católica do que simplesmente protestante ou...