segunda-feira, 9 de julho de 2012

Religião do futuro absoluto


O Cristianismo é religião do futuro absoluto. Não pode realizar diretamente projetos e prognósticos intra-históricos de futuro. Não se encontra também imediatamente em concorrência com semelhantes projetos intra-históricos de futuro. Mas entra em conflito mortal com eles, se pretendem absolutizar-se e tornar-se totalitários perante a liberdade humana. Enquanto religião do futuro absoluto, o Cristianismo é a crise da arrogância (hybris) humana. Surge também como encorajamento para a ação em vista a um futuro histórico melhor. Se é verdade que o amor permanece sempre (1 Co 13,8), também as obras do amor persistirão sempre e tudo o que brota do amor ficará para sempre incrustado na consistência da realidade.

Walter Kasper, “Introdução à fé”, pág. 180

Sem comentários:

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...