sábado, 30 de junho de 2012

Teologia da catástrofe?

A fidelidade não significa rigidez e carência de vitalidade, porque só pode apreender-se no movimento recíproco de esperança e confiança. A confiança real na história, em virtude da fidelidade de Deus, proíbe toda a teologia e todo o sentimento de catástrofe que se limita a afirmar a total decadência da Igreja, nos tempos de hoje, só porque há muitas coisas em curso de mudança.


Walter Kasper, "Introdução à fé", pág. 162-3

Sem comentários:

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...