quinta-feira, 17 de maio de 2012

Até onde chegam os tradicionalistas

Yves Congar observou, com humor, que os tradicionalistas, tão "autênticos", não vão para além do século XIX ou XVIII.

6 comentários:

Anónimo disse...

Cruzei-me hoje, no "2" de um Público dos últimos Domingos, com umas afirmações notáveis de Isabel Moreia, deputada independente do PS e uma das pessoas mais arrogantes e convencidas que já tive a oportunidade de ouvir. Segundo ela, a "não-existência de Deus é evidente" e "é preferível ser ateu do que crente e iludido". Palavras para quê? Mas talvez devêssemos reflectir sobre tais "boutades".

Fernando d'Costa

Jorge Pires Ferreira disse...

Não li essa entrevista. Ou melhor, comecei a ler, passei os olhos por cima e nada me despertou o interesse. Mas se ela diz isso, vou retomar a entrevista. Obrigado.

HD disse...

Isabel Moreira afirma-se ateia…

Em grande parte resultado da “evangelização”, que sofreu nos colégios da Opus Dei que frequentou. (Visão 997 de Abril-Isabel Moreira, a rebelde)

HDias

Anónimo disse...

Bem, essa só tem feito figuras tristes no Parlamento. Ah! E não se esqueça de consultar os dados dos abortos. Um desastre. Mas lá conseguiu os objectivos com o seu amigo Sócrates (o pior primeiro ministro de sempre)

Jorge Pires Ferreira disse...

No pouco que li da sr.a reparei que é filha de Adriano Moreira - um sr. tão sensato... Será rebelde por reação ao pai?

Anónimo disse...

Para uns a culpa é "da Opus Dei", para outros é do pai. A miúda não pode ser parva porque quer? Ou não existe vontade?

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...