sexta-feira, 11 de maio de 2012

“Na realidade, quem és tu?”


Desenho de Georg Grosz, 1924

Pense-se na novela de Gerhart Hauptmann (1), “O louco em Cristo Manuel Quinto”, ou nas representações, ou seja, nas desfigurações que de Cristo nos oferecem Wilhelm Gross (2) e George Grosz (3), por detrás das quais espreita a pergunta: “Na realidade, quem és tu?” Cristo anda através dos tempos sempre interrogado e sempre incompreendido, sempre novamente ajustiçado.

Dietrich Bonhoeffer na introdução de "Christologie", 1933


(1) Gerhart Hauptmann (1862-1946), romancista e dramaturgo alemão. Nobel da Literatura em 1912. No romance “Emanuel Quint der Narr in Christo” (1910), diz a Wikipedia, mostrou como o evangelho seria recebido, se Cristo surgisse novamente no mundo.

(2) Wilhelm Gross (1883-1974), pintor e escultor alemão.

(3) Georg Grosz (1893-1959), pintor e desenhador alemão. Dadaísta. Muito ativo durante a República de Weimar.

Sem comentários:

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...