sexta-feira, 11 de maio de 2012

De Aosta para Cantuária



Surgiu há dias o blogue "Teologia para pensar" (aqui). Cita todos os dias, na sua meia dúzia de dias de vida, quatro ou cinco teólogos (coisa que também venho fazendo há muito por estes lados).


Agradeço a Fernando d'Costa a sugestão.


Diz a definição clássica que a teologia (cristã) é a fé que procura o entendimento ("fides quaerens intellectum", dizia um italiano emigrado na Inglaterra). Em certo sentido, teologia que não seja para pensar não é teologia. De Aosta para Cantuária é preciso atravessar os Alpes.

2 comentários:

Anónimo disse...

Nota: se se escreve, em primeiro lugar e como sujeito da frase, "italiano" deve-se dizer "emigrado" (emigrante italiano), mesmo que, de facto, o "na Inglaterra" pedisse, depois, o "imigrado". Não? Bizantinices de quem está aborrecido pela morte de Bernardo Sassetti.

Fernando d'Costa

Jorge Pires Ferreira disse...

Penso que tem razão. Já emendei. Não estamos em Inglaterra. Eu, pelo menos, não. Obrigado. Também estou triste com a morte de Sassetti. Pouco conheço da sua música. Parecia-me sensato.

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...