quarta-feira, 4 de abril de 2012

Zanotelli: Mudar de rumo quanto ao dinheiro



Há dias referi de passagem que ouvi falar pela primeira vez do missionário Alessandro (Alex) Zanotelli num texto de Antonio Tabucchi. Ontem, o "Vatican Insider" fez eco da mensagem de Páscoa do comboniano, intitulada “Apelo às comunidades cristãs”.

Zanotelli fala da "ditadura das finanças". Sintetiza a autora do texto, Maria Teresa Pontara Pederiva:
Talvez o jesuíta John Haughey tenha razão quando afirma: "Nós, ocidentais, lemos o Evangelho como se [não - julgo que falta um "não"] tivéssemos dinheiro, e usamos o dinheiro como se não conhecêssemos nada do Evangelho". E o Pe. Alex conclui, na linha do Conselho Pontifício Justiça e Paz: "Devemos admitir que, como Igrejas, traímos o Evangelho, esquecendo a radicalidade do ensinamento de Jesus: palavras como 'Deus ou o dinheiro', ou 'Vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres'". 
É preciso passar das palavras aos fatos – esse é o apelo – às escolhas concretas, à prática cotidiana. Como Igrejas, devemos, principalmente, pedir perdão, mas ainda não é suficiente: devemos mudar de rumo. Como comunidades, convidando todos ao dever moral de pagar os impostos e colocando as próprias economias em cooperativas locais e em atividades sociais. Em nível pessoal, sentir o dever moral de controlar se o banco, onde se depositou o dinheiro, participa de atividades especulativas.
Ler tudo aqui.

Sem comentários:

Para quando a primeira cardeal?

É inovação do Papa a nomeação de cardeal de um bispo auxiliar? O Papa Francisco disse no domingo que vai fazer cinco novos cardeais. Um de...