terça-feira, 9 de agosto de 2011

15M contra B16


Notícia do "Jornal de Notícias" de hoje. Há alguma ironia no facto de Bento XVI ser crítico do capitalismo selvagem (ver "Caritas in veritate"), exigir uma globalização com leis e valores e uma regulação das finanças mundiais e encontrar oposição no movimento 15M, que em parte defende os mesmos pontos de vista, ainda que com matizes mais radicais. Mas parece óbvio que os acampados não conhecem a doutrina social da Igreja. Por outro lado, o 15M quer "democracia directa já". E aí nunca se encontrará com B16, que nunca pensará em tal coisa para a sua "ecclesia". Mas há que admitir que o 15M com as suas tendas nas praças de Madrid parece uma nova "qahal" no deserto do Sinai.

Sem comentários:

Os dois maiores erros da história de Portugal

António Rendas, reitor da Universidade Nova (de partida) e durante dez anos reitor dos reitores portugueses, diz que "expulsar os judeu...